Assim como estava sendo antes da paralisação do futebol brasileiro e Mundial, a disputa pela titularidade do Corinthians estava em aberto, e deverá permanecer após o retorno das partidas. A informação é do site Terra.

Contratado para mudar o estilo de jogo do Corinthians em 2020, Tiago Nunes passou longe de encontrar o time ideal antes da paralisação das competições. Com baixo desempenho, a equipe ainda não se encontrou e uma das principais posições em aberto é a lateral-esquerda.

Danilo Avelar foi o dono da posição em 2019, mas neste ano tudo mudou. Com Tiago, ele passou a ser zagueiro, enquanto a diretoria trouxe Sidcley do Dinamo de Kiev para disputar posição com os jovens Carlos Augusto e Lucas Piton. Todos com estilos de jogo diferentes, mas nenhum convenceu de vez o treinador e a torcida corintiana.

Até o momento da paralisação, Lucas Piton parecia ser o favorito da Fiel e de Tiago Nunes. Com apenas 19 anos, o garoto formado nas categorias de base do clube foi utilizado em 10 oportunidades nesta temporada, sendo sete como titular. Com ele em campo, o Timão ganha em ofensividade pelo lado esquerdo.

As deficiências defensivas apresentadas pela equipe durante as 12 partidas, entretanto, fizeram Tiago Nunes apostar também em Carlos Augusto. O jogador de 21 anos vem para a sua terceira temporada no elenco profissional. Depois de um 2019 irregular, quase foi negociado, mas ganhou oportunidades como titular nos últimos dois jogos do Campeonato Paulista.

Carlos sai na frente de seus concorrentes quando o quesito é a fase defensiva e a imposição física. Com 1,84m, o lateral se destaca nas disputas pelo alto e no enfrentamento contra os atacantes adversários. Por não desistir da disputa pela vaga no time titular, chegou até a receber elogios de Tiago Nunes antes da paralisação.

Já Sidcley é o mais experiente e foi contratado na expectativa de ser o titular. Sem ritmo de jogo, entretanto, chegou ao Timão precisando fazer trabalhos individuais para atingir o nível físico do restante do elenco. Dessa forma, realizou apenas quatro dos 12 jogos antes da pausa pela pandemia, mas foi o escolhido para os dois duelos contra o Guaraní, pela fase preliminar da Libertadores.

Apesar de não apresentar o futebol esperado e ficar na reserva nas últimas partidas, Sidcley pode se recuperar na volta das competições. Com as atividades paradas desde março, todo o elenco voltará em condições físicas semelhantes. Assim, a vaga na lateral-esquerda do Corinthians, que já era uma incógnita, ficará ainda mais em disputa quando a bola voltar a rolar.

(Créditos pela foto: Daniel Augusto Jr)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui