Foto: Divulgação

Bruno Méndez é uma raridade no futebol brasileiro. Ele é universitário e está no primeiro ano da faculdade de Educação Física. Apresentado ontem pelo Corinthians, porém, o zagueiro não deve seguir estudando por muito tempo. Em sua primeira entrevista coletiva no clube, disse que talvez não inicie o segundo ano porque o calendário do futebol brasileiro não lhe dá tempo de estudar.

“Lá [no Uruguai], eu terminei o primeiro ano na universidade, mas aqui é mais difícil porque são muito mais partidas do que no Uruguai, onde há no máximo 30 jogos por ano. Com menos jogos, dá para estudar à noite. Aqui, não acho que conseguirei seguir. Não tem tempo”, lamenta o zagueiro, 12º reforço do Corinthians em 2019.

O jogador concluiu o ensino médio em um colégio bilíngue e então optou por fazer Educação Física após cogitar Medicina. Cursou a Universidad de la Empresa (UDE) e conseguiu conciliar os estudos com a carreira meteórica no Montevidéu Wanderers. Quando passou de ano, já era jogador de seleção uruguaia.

Em 2018, o time do zagueiro disputou 39 jogos na temporada. Neste ano, o Alvinegro atua em pelo menos 58. A maratona de concentrações, viagens e jogos seria um obstáculo e tanto para o uruguaio manter os estudos – e nem vamos entrar na discussão sobre a transferência de universidade ou a adaptação para estudar em português.

Méndez estreou como profissional em novembro de 2017 e, um ano depois, já marcava Neymar em amistoso do Uruguai contra o Brasil. Ele foi o capitão da Celeste sub-20 no Sul-Americano da categoria e agora pretende estar no Mundial, em maio, que enxerga como “muito enriquecedor” para a sua carreira.

No Corinthians, chega cercado de expectativas mas ainda abaixo na disputa por posição. Fábio Carille atualmente aposta em Manoel e Henrique como dupla titular e tem Marllon e Pedro Henrique como alternativas. Neste cenário, o primeiro objetivo de Méndez é ser inscrito em alguma competição: seja no Campeonato Paulista, que permite quatro trocas nas quartas de final; seja na Sul-Americana, que permite três trocas antes da segunda fase.

Fonte: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui