Jemerson - Corinthians
Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

A sequência de quatro vitórias consecutivas do Corinthians foi parada pelo Palmeiras na última segunda-feira. A equipe do SCCP acabou sendo superada pela rival pelo placar de 4×0. O zagueiro Jemerson, que esteve em campo, falou em entrevista coletiva sobre a derrota do alvinegro para o alviverde.

Apesar do resultado negativo, Jemerson já deixa no passado e pensa no Sport, que será nesta quinta-feira, na Neo Química Arena. O jogador lamentou a derrota, mas destacou o pensamento de focar no próximo duelo.

Leia mais:
Corinthians encerra a década com mais vitórias que derrotas em clássicos; Veja os números
Corinthians tem dois clássicos pelo Brasileirão 2020 em janeiro; veja agenda de jogos
Adeus! Timão encerra contrato com 13 jogadores em 2020; veja a lista

“Quando você perde um clássico dessa maneira, deixando de jogar o que vínhamos jogando, é complicado. Mas precisamos levantar a cabeça e seguir em frente. Sabemos que amanhã (quinta) já tem outro jogo difícil, mas temos essa oportunidade para reverter esse sentimento que estamos no momento. Não temos como mudar o passado e precisamos mudar a atitude que tivemos contra o Palmeiras” – disse o zagueiro.

“Antes de eu chegar, passamos por um momento difícil e conseguimos reverter. Então esse momento é complicado, mas não podemos esquecer a fase de vitórias e jogos invictos. Ninguém está feliz com o resultado, todos achávamos que seria diferente, mas aconteceu. Agora é seguir em frente, saber que será um jogo difícil contra o Sport, e ir para cima como vínhamos fazendo nas outras partidas para tentarmos conquistar a vitória” – completou.

Jemerson também falou sobre os erros defensivos do Corinthians no clássico contra o Palmeiras. Segundo ele, o time não fez o que havia treinado anteriormente e deixou o rival jogar, resultando na goleada sofrida.

“Não fizemos o que treinamos no dia anterior. Então quando você treina uma coisa e não faz, diante de um adversário de qualidade, acabam acontecendo erros coletivos. Não imprimimos o ritmo dos outros jogos e deixamos o Palmeiras jogar. Sabíamos que eles tinham atacantes rápidos e um jogo rápido, e eles se aproveitaram dos erros que tivemos. Mas agora temos que aprender com isso e não cometer mais nas partidas que vêm pela frente” – finalizou

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui