Jadson
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Em rede social, o meia Jadson se manifestou pela primeira vez sobre o processo movido contra o Corinthians. O atleta cobra R$ 853,9 mil em direitos de imagem. Atualmente no Athletico, o ex-camisa 10 corinthiano esclareceu a ação, afirmou que o “acordo não foi honrado em sua saída” e que “por mais de uma vez” tentou entrar em contato com a diretoria, mas a situação não foi resolvida.

“Antes de mais nada, é preciso deixar claro que o meu respeito, admiração e carinho pelo Corinthians jamais mudarão. Pelo contrário, é algo especial e ficará para sempre no meu coração. Me sinto um cara honrado e privilegiado por ter feito parte da história do clube e de ter contribuído para conquistar títulos importantes”, iniciou o meia. Logo em seguida, Jadson detalhou os motivos que levaram a processar o ex-clube.

“Quando resolveram pela minha não permanência no Corinthians, fizemos um acordo, mas, infelizmente, esse trato não foi honrado. Por mais de uma vez, tentamos conversar com a diretoria, mas não obtivemos sucesso e resolvi buscar os meus direitos, algo que qualquer trabalhador faria no meu lugar. Não estou pedindo nada além do que já havíamos acertado entre as partes”, finalizou Jadson.

Mais lidas da semana:
Jadson entra na justiça contra o Corinthians cobrando direitos de imagem.
Bayern “esquece” Corinthians campeão mundial de 2012; Timão responde.
Perfil vaza imagens de suposta ‘quarta camisa’ do Corinthians para 2020.

Fora dos planos do então técnico Thiago Nunes para a temporada 2020, o meia Jadson rescindiu o contrato com o Timão e após alguns meses assinou compromisso com o Athletico.

Pelo acordado com a diretoria alvinegra, Jadson receberia R$ 740 mil – o restante, R$ 500 mil, seria repassado aos advogados dele. Como a diretoria não cumpriu o acordo, o meia cobra este valor acrescido de multa de 5%, juros e correção monetária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui