O zagueiro Pedro Henrique entrou nesta temporada sem perspectivas de minutos em campo, chegando a ser quinta opção para o setor em alguns momentos, mas deu a volta por cima. Depois de participar da segunda final do Campeonato Paulista e ser titular contra a Chapecoense, o defensor retomou o status que teve durante as últimas temporadas, entrando na briga por uma vaga na equipe.

Na ausência de Henrique, que sentiu um desconforto muscular na coxa esquerda após uma pancada, ele será o escolhido pelo técnico Fábio Carille para atuar na estreia do Campeonato Brasileiro, contra o Bahia, no domingo, na Fonte Nova. A justificativa é por atuar no lado esquerdo, enquanto Marllon ficaria como reserva pela direita, mas a ascensão vai além disso.

Pedro jogou mais em três meses de temporadas do que em todo o segundo semestre do ano passado. A perda de espaço do atleta coincidiu com a saída de Carille do cargo, em junho de 2018, ainda que adiada por certo período. Primeiramente o jogador foi titular ao lado de Henrique, na vaga do paraguaio Balbuena, negociado com o West Ham, da Inglaterra.

Pedro, aliás, entrou em 2019 como negociável, mas teve sua permanência bancada por Carille. Admirador da disciplina do atleta nos treinamentos, o treinador considerou que poderia utilizá-lo durante a temporada. Sendo assim, de quinta opção atrás de Manoel, Henrique, Léo Santos e Marllon, ele é hoje postulante a jogar seguidas vezes na retaguarda corintiana.

A definição da equipe sairá neste sábado, quando o Alvinegro faz o último treinamento antes da viagem para Salvador, local da partida contra o Bahia.

Fonte: Gazeta Esportiva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui