Foto: Marco Galvão

O Corinthians vai trabalhar no CT Joaquim Grava até sexta-feira de forma privada, mas agora todo o clube ficará focado nas relações dos bastidores, isso porque o time só volta a campo no Campeonato Brasileiro dia 14 de julho, para encarar o CSA.

Duílio Monteiro Alves, diretor de futebol do Timão, aproveitou para avisar que Pedrinho e Gustagol não têm propostas para sair, mas não garantiu a permanência da dupla para o segundo semestre.

Pedrinho:

“Até agora só sondagens e especulações, propostas oficiais nenhuma. O Pedrinho vem fazendo um grande campeonato em Toulon (pela Seleção Brasileira Sub-23). O Gustavo fez excelente início de ano, mas nada além disso”, disse.

“A gente sabe que quando os clubes de fora vêm, vêm forte. A gente trabalha para manter todo mundo. O jogador não querendo sair, o Corinthians vai fazer todo esforço para tê-los”, completou.

Gil e contratação de atacante:

Apesar das especulações, o dirigente, que também pediu cautela sobre Gil, fez questão de ressaltar que o Corinthians não está no mercado em busca de reforços para o ataque. O setor tem sido bastante criticado pela falta de gols e criatividade, mas, para Duílio o elenco está bem servido.

“A gente não vem trabalhando em cima disso, hoje não tem nenhuma negociação em andamento, a gente tem muitos jogadores. Essa parada vai ser muito boa para que ele ajuste esse setor, entendemos que temos três centroavantes, o Everaldo chegou agora. É questão de ajuste mesmo. Se tiver a oportunidade de mercado, a gente pode trazer novos jogadores, mas hoje não é a previsão”.

Goleiro Walter:

Sobre Walter, apesar das boas atuações nos últimos jogos, o reserva de Cássio deve mesmo deixar o Corinthians no fim da temporada.

“A gente conversou há algum tempo. A gente entende que para ele seria bom sair e jogar, porque é um excelente goleiro, e nós temos o Cássio. Os dois com a idade próxima. No Corinthians dificilmente ele terá oportunidade. No futebol não podemos descartar nada, mas hoje ele deve seguir a carreira dele”, explicou Duílio, satisfeito com o trabalho de Fábio Carille até aqui.

Resumo do primeiro semestre:

“Foi um bom primeiro semestre. No Brasileiro foi a segunda derrota e um jogo a menos. Na Copa do Brasil foi contra o Flamengo, uma grande equipe, e o Corinthians fez um segundo jogo muito bom. Infelizmente, não passamos, mas faz parte. Não dá para ganhar sempre”, concluiu.

Fonte: GazetaEsportiva.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui