O Corinthians fechou no início da tarde de hoje (20) a contratação do volante Ederson. O volante, que rescindiu contrato com o Cruzeiro na semana passada, assina contrato por cinco temporadas nesta sexta-feira (21), quando o clube paulista espera anunciar a contratação.

A diretoria corintiana e o estafe de Ederson resolveram hoje o último detalhe que faltava para fechar o acordo: os valores das luvas – premiação para assinatura do contrato, já que o atleta estava livre no mercado da bola.

Com isso, o Corinthians agora detém 70% dos direitos econômicos de Ederson, enquanto os 30% restantes ficam com o próprio jogador. O UOL Esporte já havia revelado que o Corinthians esperava pagar, no máximo, R$ 400 mil mensais pelo atleta, somando salário e premiação.

Ederson é o sexto reforço do clube paulista em 2020. Antes do ex-volante do Cruzeiro, o Alvinegro fechou com Luan, Sidcley, Cantillo, Davó e Yony González.

Vale ressaltar que Ederson estava livre no mercado após rescindir contrato com o Cruzeiro na semana passada. No início deste ano, o volante entrou com uma ação contra o clube mineiro na Justiça. Ele cobrava salários atrasados, além de outras pendências como direito de imagem, 13º, férias e FGTS.

Para ficar livre, o atleta topou tirar a ação contra o clube em troca da liberação do contrato. Apesar da pouca idade, Éderson foi um dos destaques do Cruzeiro na péssima campanha do Brasileirão passado, ganhando espaço no meio-campo após as saídas de Lucas Silva e Romero, além de desbancar jogadores tarimbados como Ariel Cabral e Jadson. Com 22 partidas e dois gols marcados, ele virou uma das peças centrais do meio-campo ao lado de Henrique.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui