A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) multou o Corinthians em US$ 5 mil (R$ 20 mil) por uso de fogos de artifício por seus torcedores na partida contra o Wanderers (URU), dia 25 de julho na arena em Itaquera. O jogo foi válido pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana e os brasileiros venceram por 2 a 0 — na semana seguinte confirmaram a vaga nas quartas de final vencendo novamente, com 2 a 1 em Montevidéu.

A multa foi aplicada em decisão unilateral (que é praxe) do presidente do Tribunal de Disciplina da Conmebol, o paraguaio Eduardo Gross Brown com base nos artigos 8 (ser responsável pelo que faz seus torcedores) e 13.2 c (acender qualquer objeto pirotécnico, como fogos de artifício) do Regulamento de Disciplina, além do artigo 25 do Regulamento de Segurança que fala explicitamente da proibição de bombas.

A Conmebol tem tentado ser mais rígida com fogos de artifício e sinalizadores desde que um torcedor do San Jose, da Bolívia, morreu atingido em jogo da Libertadores contra o Corinthians, em 2013. A investigação apontou que o lançamento partiu da torcida corintiana e alguns membros de organizada ficaram presos mais de cem dias na Bolívia.

O Wanderers foi advertido por ter atrasado sua entrada em campo na mesma partida. O Corinthians enfrentará nas quartas da Sul-Americana o Fluminense, com o primeiro jogo ocorrendo no dia 22 de agosto, em Itaquera. A segunda partida será em 29 de agosto, no Rio.

2 COMENTÁRIOS

  1. Tá certo. Tem que ser rígido mesmo porque a galera não é consciente usando fogos, sabemos. Mas o importante é que seguimos em frente e vamos passar pelo Flu!!!

  2. Rígido com fogo de artificio? PIADAAA.. PIADA. COMMEBOL É UMA BOSTA. ALGUÉM AVISA PRA ELES QUE FOGOS DE ARTIFICIO NÃO É IGUAL SINALIZADOR MARITIMO.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui