O Corinthians está bastante respaldado para segurar Gil até o fim de 2022. Segundo apurou a De Primeira, o contrato do zagueiro possui multa rescisória de até 50 milhões de euros (R$ 211 milhões) para o futebol europeu, e R$ 100 milhões para o futebol brasileiro.

A multa está estipulada no contrato inicial do jogador, que termina em 31 de dezembro deste ano, mas há o que a diretoria intitula internamente de “compromisso oficial e contrato de gaveta” : acordo para que Gil assine a renovação em janeiro de 2020 com a mesma multa até o fim de 2022.

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui