O técnico Fábio Carille elogiou bastante o elenco do Corinthians após a vitória sobre o Ceará por 3 a 1 em Fortaleza pela terceira fase da Copa do Brasil. Na opinião do treinador, esse grupo é melhor do que os outros com quem ele trabalhou na passagem anterior.

“Não imaginava que viriam tantos jogadores qualificados. Chegou o Love, Junior Urso, e a gente qualificando cada vez mais o grupo. Acho que entre 2017, 2018 e 2019 está sendo o melhor elenco, o mais equilibrado dos últimos três anos”, disse.

A boa atuação fora de casa colocou o Corinthians em excelente situação na competição mata-mata. O time alvinegro pode perder o duelo de volta por até um gol de diferença que se garante na próxima fase – a partida acontecerá em 3 de abril em Itaquera.

Carille sabe que “a vantagem é muito grande”, mas ainda tratou de pregar a cautela. “É muito boa mesmo, mas temos de levar para dentro de casa para confirmar”, disse. “Foi a primeira parte muito bem feita, mas temos aí mais 90, 95 minutos em São Paulo para concretizar a classificação. Agora nos voltamos ao Campeonato paulista e depois a gente pensa no Ceará”, prosseguiu.

A vitória levou o Corinthians a oito jogos de invencibilidade. Carille disse que a série sem derrotas é fruto da evolução do desempenho da equipe em campo. No entanto, ainda acha que dá para melhorar mais.

“A gente está crescendo como o esperado, é até chato falar, mas a questão do calendário atrapalha muito nós, as equipes grandes, neste início. Para mim o jogo contra o Santos ainda foi o melhor da temporada. Foi muito bom hoje, mas contra o Santos foi o melhor. E é isso, é o entendimento de todos, é tudo treinado, tudo explicado”, comentou.

Contra o Ceará o time que entrou em campo foi bem parecido com o que ficou no empate sem gols com o Santos. A única novidade foi a presença de Vagner Love na vaga de Pedrinho, poupado por causa de dores no ombro esquerdo.

“O Love te dá alternativa, pode jogar pela esquerda, pode jogar pela direita, pode jogar de 9, pode jogar atrás do 9… Essa foi a busca também. Ramiro que joga por dentro e pelo lado. Ter esses jogadores que dentro de campo, sem fazer substituição, deixam você mudar a forma de jogar, isso é muito importante. Love está muito importante nos jogos, no dia a dia, nos treinos, ajudando muito o grupo. Parecendo com o que o Jô fez em 2017 está sendo importante e posso usá-lo em muitas posições”, finalizou.

Fonte: Estadão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui