Se ainda existia alguma esperança por parte do torcedor corintiano em Romero e Timão chegarem a um acordo contratual, o técnico Fábio Carille fez questão de rechaçar a hipótese nesta quarta-feira. Em entrevista coletiva após o triunfo contra a Chape, o comandante do Corinthians deixou claro que o paraguaio não irá mais vestir a camisa da equipe paulista.

“Romero é um cara que sou muito grato, participou demais no início da carreira, mas está muito mais do que resolvido que é questão de tempo para não seguir no clube. Moleque do bem, brinco com ele, mas está mais que resolvido que ele não continua no clube”, revelou.

Carille também respondeu sobre os motivos para não escalar Régis e o zagueiro Bruno Méndez. De acordo com o técnico do Corinthians, imprevistos impediram que o atleta vindo do Bahia entrasse no decorrer das partidas, enquanto que a indisponibilidade do uruguaio foi apontada como razão para a falta de tempo em campo.

“Não existe prazo para colocar jogador em campo. Inscrevi o Régis porque acredito no potencial dele, inscrevi numa fase de mata-mata. Alguns jogos que prevíamos colocar em campo, mas jogadores sentiram lesão. Bruno (é um jogador) de potencial muito grande, mas vamos ficar um bom tempo sem ele agora, foi para o sub-20 (uruguaio). Por isso estou contando com os outros, porque sei que não vou contar com ele agora”, justificou o comandante.

Henrique, Avelar, Júnior Urso e Gustagol seguem de fora

Também na entrevista coletiva, Fábio Carille confirmou que, para o confronto diante do Vasco, às 19h00 (horário de Brasília) deste sábado, Henrique, Danilo Avelar, Júnior Urso e o atacante Gustagol seguem de fora por lesão.

“Não conto com nenhum dos quatro ainda, provavelmente algum deles fará um jogo-treino contra o sub-23, que já está armado. Mas já converso com a minha comissão. Calor, viagem, desgaste… por isso elogio muito esses jogadores”, contou.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui