O atacante retornará ao Corinthians e terá um contrato até 2022. A informação é do site Yahoo Esportes.

Publicamente, Corinthians e Jô seguem negando qualquer acordo. Mas, nos bastidores do Parque São Jorge, a contratação do centroavante de 33 anos já é dada como certa. “Vai fechar”, assegura um importante dirigente alvinegro, em contato com o Blog.

Salário, tempo de contrato e luvas já estão sacramentados entre as partes, de acordo com a fonte corintiana. Jô vai assinar com o Timão até dezembro de 2022, ou seja, terá um vínculo de dois anos e meio.

Somando vencimentos na carteira, imagem e luvas, o centroavante terá direito a aproximadamente R$ 700 mil mensais, se igualando aos jogadores mais bem pagos do elenco, como o goleiro Cássio, o lateral-direito Fagner, o zagueiro Gil e o atacante Boselli.

O contrato longo e o maior salário possível foram fundamentais para “compensar” Jõ por abrir mão do acordo de US$ 3,2 milhões por temporada no Japão – ele tinha contrato com o Nagoya Grampus até dezembro. Segundo o dirigente do Timão, Jô e Nagoya já romperam o vínculo, mas a tendência é de que o brasileiro recorra à Fifa para cobrar algumas pendências com os japoneses.

“Nos últimos dias, o Carille também tentou levá-lo para a Arábia Saudita”, revela o dirigente corinthiano, citando o treinador do Al-Ittihad. Porém, por causa da vontade de voltar para o Brasil, para ficar mais perto da família, Jô não avançou nas conversas com o clube saudita.

Além de Jô, o técnico Tiago Nunes ainda terá como reforço para o retorno das competições outro atacante: Léo Natel, que atua como ponta e tem contrato com o São Paulo até o fim deste mês. Ele será anunciado em 1º de julho e chega ao Parque São Jorge sem custos.

(Créditos pela foto: Daniel Augusto Jr)

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui