O presidente do Corinthians voltou a dar sua opinião sobre a utilização do VAR. Depois de ter votado contra o implemento do árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro com a alegação de que os clubes não deveriam pagar a conta e o custo do artifício deveria ser otimizado, Andrés Sanchez aproveitou a conferência na Federação Paulista de Futebol para se posicionar contrário a forma como o VAR tem participado nos jogos.

“Acho que o VAR tinha que ser ‘a bola entrou ou não entrou, foi impedimento ou não’ e acabou. Agora, põem interpretação, falta no começo do lance de gol… Vai dar confusão. É difícil. Para mim, tinha que ser coisa exata. Mas, estão fazendo lances interpretativos, e é o único país que tem comentarista de arbitragem”, afirmou.

Mesmo assim, o mandatário garantiu que é a favor do VAR e pediu até paciência aos envolvidos. No Campeonato Paulista, o recurso foi inserido a partir das quartas de final.

“O Var é uma coisa irreversível. Agora, vamos demorar dois, três anos para todo mundo aprender. A torcida, dirigente, jogador tem que ter um pouco de paciência. Muitos lances são interpretativos. Vão ter erros e vamos ter que ter um pouco de paciência. Perfeição não tem”, concluiu Andrés.

Fonte: Gazeta Esportiva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui