A suposto interesse do Tianjin Teda em Fábio Carille foi pauta na entrevista coletiva condida por Andrés Sanchez nesta sexta-feira no CT Joaquim Grava. O mandatário alvinegro aparentou ter desconsiderado a possibilidade de perder o treinador do Timão para o futebol chinês, sem se estender.

“Foi chuva de verão. Está chegando aí o verão”, disse Andrés.

Nesta semana, dois intermediários procuraram Fábio Carille para mostrarem um documento em que formalizava o interesse do Tianjin Teda em contratá-lo. O assuntou repercutiu bastante, porém, Corinthians e o staff do treinador negaram que uma proposta tenha chegado à mesa da diretoria.

Apesar de não levar a sério a investida do Tianjin Teda, Andrés Sanchez reclamou das sondagens em cima de Carille, algo que, segundo ele, acontece frequentemente pelo fato de ele ser um grande treinador.

“Carille é assediado a cada três meses. É inacreditável, parece que só tem o treinador do Corinthians. Umas [sondagens] são chuva de verão, outras são mais sérias”, completou o presidente do Corinthians.

Essa é a segunda passagem de Fábio Carille pelo Corinthians. O treinador tem contrato com o clube até o fim de 2020, mas a expectativa de Andrés Sanchez e Duílio Monteiro Alves é garantir a permanência do comandante alvinegro por mais tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui