Foto: Reprodução

Em um início de carreira de se admirar, Alexandre Pato, atual atacante do São Paulo, vestiu camisas de grandes clubes como o Internacional, Milan, Chelsea, Villarreal e Corinthians. Acontece que o Alvinegro, especialmente, foi o caminho que o jogador deixou menos saudades e mais angustias.

Pato foi contratado por cerca de R$ 40,5 milhões, em 2013, para assumir o protagonismo do ataque do Timão, que havia acabado de conquistar o Mundial de Clubes sobre o Chelsea. O desempenho, no entanto, não correspondeu às expectativas e o jogador é um dos nomes mais desagradáveis para o torcedor corinthiano. Em entrevista à Espn, o atual são-paulino falou sobre sua saída do clube.

“Na minha ida para o Corinthians, eu tinha acabado de chegar em um grupo já feito. Eles tinham acabado de ser campeões da Libertadores, campeões mundiais. E eu cheguei na boa fé, vou lá, vou me esforçar, mas acho que não fui bem visto por alguns do grupo que tinham muita força naquela época. Eu sempre trabalhei muito, fui muito dedicado e até então eu sempre fui indo. Só que era aquele momento tipo ‘no primeiro deslize que ele der a gente vai tirar ele’. E foi o que aconteceu. No jogo contra o Grêmio eu bati o pênalti que não deveria ter batido”, contou.

A partida em ocasião foi o jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil. O Timão empatou sem gols com o Grêmio, em Porto Alegre, e o resultado levou o confronto para os pênaltis. Pato foi o encarregado da quinta e decisiva cobrança, mas parou na defesa do goleiro Dida após uma fraca cavadinha no meio da baliza, enfurecendo os torcedores alvinegros. O atacante explicou a razão de ter batido a penalidade máxima daquela forma.

“Eu trabalhei com o Dida no Milan e eu sei que ele pula muito rápido, ele é grande mas ele pula e chega no canto muito rápido. Pensei ‘vou bater ali no meio’. Só que eu vim a errar e aconteceu tudo aquilo”, disse.

Após a eliminação na Copa do Brasil, tanto o próprio Alexandre Pato quanto o Corinthians sofreram com protestos e invasões da torcida. Mesmo com o pênalti desperdiçado, o atacante afirma que não tinha entendido a relevância do acontecimento.

“Naquele momento eu não percebi a importância daquilo. Eu fui entender aquele erro depois. Então logo em seguida aconteceram todos os casos, as pessoas entraram no clube, aquela invasão e ai ficou insustentável”, completou.

Alexandre Pato anotou 17 gols em 62 jogos com a camisa do Corinthians antes de ser emprestado ao São Paulo por dois anos. Depois outro empréstimo, dessa vez para o Chelsea, e passagens pelo Villarreal e Tianjing Tianhai, da China, o atacante retornou ao clube do Morumbi em 2019. Na atual temporada, marcou quatro gols e é titular na equipe de Fernando Diniz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui