Bicampeão paulista pelo Corinthians em 2017 e no ano passado, o lateral-direito Fagner evitou a comparação entre os elencos da equipe e descartou qualquer favoritismo na decisão do Campeonato Paulista de domingo contra o São Paulo no estádio do Morumbi.

“O atual elenco está na final. Os outros dois foram campeões. Algumas peças eram diferentes. Mas é difícil colocar no lápis e apontar quem era melhor. Fácil falar que os doutros foram bem porque foram vencedores. Espero que esse construa a sua história, como os outros dois construíram.”

Fagner é um dos jogadores mais experientes da equipe, e admitiu que levantar a taça de tricampeão seria um sonho. Apesar de o técnico Fábio Carille revezar a braçadeira, ele acha que tem apenas dois candidatos a capitão nas finais. “Seria gratificante. É um momento histórico levantar o troféu. Mas acho que vai ficar entre o Cássio e Ralf pela história deles. Mas antes de mais nada temos que trazer o título para casa.”

Sobre a questão da segurança na chegada ao Morumbi, o jogador foi enfático. “O torcedor que atira não pensa que pode acertar e machucar alguém. Imaginou pai de família indo trabalhar e leva uma pedrada, vai para o hospital correndo o risco de não exercer sua profissão. Alguém tem de tomar atitude séria. Essa pessoa tem de ser responsabilizada. E serve para qualquer profissão.”

São Paulo e Corinthians se enfrentam neste domingo, às 16h, no estádio do Morumbi, no primeiro jogo da decisão do Campeonato Paulista. A partida terá torcida única do mandante e os visitantes demonstraram preocupação com a chegada no estádio. O presidente Andrés Sanchez avisou que o time não entrará em campo caso o ônibus tenha um vidro quebrado.

Fonte: Estadão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui