Essa semana pipocou pela imprensa árabe e consequentemente na imprensa esportiva brasileira que o técnico Fábio Carille teria recebido sondagens do clube árabe Al Hilal, um dos clubes mais promissores e ricos da Arábia Saudita.

Com a troca do presidente e a saída de Jorge Jesus para o Flamengo, o nome de Carille ganhou força nos bastidores por ser o grande nome escolhido pela diretoria do Al-Hilal para comandar a equipe no próximo semestre.

Com isso, Carille vai ter que decidir novamente, afinal o que vale mais? O dinheiro ou a projeção de títulos e história junto ao Corinthians?

Sabemos que o treinador vem oscilando bastante desde que voltou do Al-Wehda, e que não vem conseguindo resultados que possam dar uma sequência mais tranquila para o time, porém está classificado nas oitavas de final da Sul-americana e ainda brigando por G-4 no campeonato brasileiro, tendo uma chance de ouro para finalmente treinar e conhecer mais o grupo com essa parada para a Copa América.

Apesar de tudo e todas as especulações, é certo de que o Al-Hilal é um desejo antigo do técnico do Corinthians, pois se trata do clube com mais dinheiro, mais estrutura e mais visibilidade dentro da Arábia e que a qualquer momento pode sim tirá-lo do Corinthians, com sua multa girando em torno de 6 milhões de reais.

Daqui para frente a decisão é de Fábio Carille, pois a proposta existe e é extremamente tentadora.
Mas e o Corinthians? Desde que o técnico foi repatriado pelo presidente Andres Sanches, a diretoria do Corinthians fez o possível para atender todas as suas exigências, desde montagem de elenco a equipe de trabalho dentro do CT, as contratações estão chegando, o time apesar da oscilação vem melhorando, e o tempo de parada para Copa América seria essencial para ver como o grupo iria se comportar nesse segundo semestre, com um novo esquema tático, novos jogadores e com uma competição internacional de extrema importância para disputar.

Mas não podemos ser leigos ou acreditar que o futebol que ganha é sempre onde paga mais, e já vimos esse filme se repetir com Carille a basicamente um ano atrás. A história se repete, mas pela última vez, pois se o técnico aceitar poderia rachar de vez sua imagem com a torcida corinthiana e com a diretoria do Corinthians, tendo em vista que não seria a primeira vez que Carille deixaria o clube em meio de temporada por uma proposta melhor financeira porém que não passa de um projeto, já que o futebol árabe em termos de competitividade não tem comparação ao nosso.

Se a saída for eminente e se concretizar, a diretoria do Corinthians terá exatos vinte e nove dias para contratar um novo treinador para a sequência da temporada, mas quem? Apesar de grandes nomes estarem disponíveis no mercado, poucos se ajustam ao estilo de jogo e filosofia do Corinthians.

De certo, o técnico alvinegro tem tido dias conturbados no Corinthians, e a relação de amor com a torcida não é mais unânime como antes, seu forte esquema de retranca e completamento nulo ofensivamente visto no jogo contra o Santos e Flamengo fez com que alguns torcedores começassem a questionar algumas de suas atitudes. Ao técnico Fábio Carille fica a decisão, caminhões de dinheiro ou a sequência da temporada no clube paulista.

Para nós, fica sempre a única certeza, o Corinthians é gigante e vai continuar sendo. Jogadores e técnicos passam, mas o Corinthians permanece exatamente do tamanho de toda sua gloriosa história

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui