Mesmo tendo vencido o campeonato Paulista no primeiro semestre, o Corinthians não fez grandes exibições em campo e não teve bons desempenhos de um modo geral. Atualmente é o 10° colocado do Brasileirão e foi eliminado pelo Flamengo nas quartas de final da Copa do Brasil.

Sem conseguir ajustar o time, Carille insistiu em culpar o calendário brasileiro, criticando a grande quantidade de jogos que não permitiu semanas cheias para treinamentos.

Chegando próximo à parada para a Copa América, o treinador comemorou o fato de poder contar com algumas semanas livres de jogos, onde poderia fazer testes e ajustar o time. Porém, a inter temporada não foi nem um pouco parecida com os sonhos de Carille.

A diretoria alvinegra deu aos jogadores uma semana de folga no início da parada e ainda marcou três amistosos em uma semana, logo após o retorno às atividades.

Foto: Reprodução / Corinthians TV

Os amistosos podem até parecer uma boa forma de se preparar o time para o restante da temporada, mas vai em contrapartida ao pedido do treinador. Marcar três jogos em apenas uma semana, assim como nas semanas cheias do calendário nacional, não é o melhor jeito de se ter uma preparação tranquila.

Além de perder dias de treinamentos por conta dos jogos, se perde muito tempo com as viagens, já que, além de tudo, os amistosos foram todos fora da cidade de São Paulo. Foram 316 Km até Ribeirão Preto, 941 Km até Goiânia-GO e mais 649 Km para Maringá-PR, totalizando 3.812 Km rodados em uma semana.

Desgaste físico pelas viagens e emocional por enfrentar equipes que tiveram mais treinamentos. Botafogo-SP, Vila Nova-GO e Londrina-PR, são bons times e que treinaram muito na parada para a Copa, realizando apenas um amistoso cada. O Timão conquistou uma vitória e duas derrotas, com todos os jogos terminando em 2 a 1.

Essa agenda de amistosos escancaram o desalinhamento da diretoria do Corinthians com a comissão técnica. Claramente essa programação foi imposta à Carille, que como já foi dito, queria realizar apenas treinamentos para ajustar o time.

Todos sabemos que esses jogos em que o Corinthians é convidado rendem boas quantias em dinheiro ao clube, tanto de direitos de TV, quanto de pagamentos do clube adversário pelo jogo. Mas é inocência da diretoria pensar que esses ganhos sejam maiores que ter uma equipe bem encaixada logo no retorno das competições oficiais.

Nos resta pensar que os diretores recebem algum tipo de vantagem financeira para si próprio, ou então que os mesmos estão totalmente fora do mundo do futebol.

No fim, os amistosos nos proporcionaram algumas surpresas e alguns jogadores aproveitaram as oportunidades. Mas a diretoria colocou em risco toda uma preparação. Resumindo: foi molecagem da diretoria.

Mesmo não concordando com os amistosos e achando um erro do clube, acredito que o Corinthians vá melhorar nesse segundo semestre. Antes do primeiro duelo no retorno, contra o CSA na arena Corinthians, o Timão ainda terá a tão sonhada semana cheia para encaixar o time e voltar aos gramados rumo aos títulos do Brasileirão e da Copa Sulamericana.

#VaiCorinthians

 

 

 

 

10 COMENTÁRIOS

  1. Nesse ano não podemos reclamar da diretoria. Ela acabou fazendo a sua parte trazendo bons nomes. O Carille não está conseguindo fazer esse time jogar mesmo tendo um bom elenco. Mas não vou corneta por conta de amistosos. O jeito é esperar a partida contra o CSA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui