O princípio do adeus de um monstro


O princípio do adeus de um monstro


O Corinthians entra em campo hoje, às 21h30, pela quarta fase da Copa do Brasil. O adversário da vez é a Chapecoense, que vem aparecendo frequentemente no caminho do Timão na competição nacional.

A equipe alvinegra deve ser escalada com um time misto, já que no domingo temos a decisão do Paulistão contra o São Paulo. No gol, porém, teremos o goleiro titular. Não, não será o Cássio.

Com a expulsão no jogo de volta contra o Ceará, o goleiro está impedido de atuar na partida de hoje. Portanto, Walter automaticamente passa a ser o titular. Se entrar em campo hoje, o que é quase certo, Walter fará seu primeiro jogo atuando desde o início na temporada.

Foto: Instagram pessoal do jogador

Essa partida também marca o início da despedida do jogador de 31 anos. O Corinthians já anunciou que não renovará seu contrato, já que entende que o atleta merece seguir sua carreia como titular de alguma equipe, coisa que no Timão é muito difícil pela presença de Cássio.

Essa atitude é uma forma de reconhecimento ao trabalho de Walter. Walter foi contratado em 2013, vindo do União Barbarense-SP e já disputou 74 partidas pelo Corinthians. O jogador chegou desacreditado ao clube e foi reserva na maioria das temporadas, mas nunca deixou de se empenhar e mostrar seus valores. Sempre que foi necessário, assumiu a meta corinthiana com segurança e nunca nos deixou na mão, mesmo quando assumiu em situações complicadas.

Com 7 anos de clube, o goleiro acabou se tornando uma espécie de xodó da fiel, coisa rara de acontecer com um atleta que é reserva. Porém, Walter mostra ter sabedoria e cabeça boa, ao entender sua situação no clube e sempre respeitar o incontestável Cássio.

Sabendo de sua iminente saída no fim do ano, nós como torcedores devemos aproveitar suas últimas partidas pelo Coringão e agradece-lo por sempre ter honrado o manto como poucos. Obrigado, Walter, você é um monstro!


Postar um comentário

0 Comentários