Com André Luis improvável, Ponte mira outro do Corinthians, mas esbarra em vontade de Carille


A iminente ida de André Luis para o Bragantino (agora RB Bragantino) não deve ser a única frustração da Ponte Preta envolvendo jogadores do Corinthians. Apesar da boa relação entre as diretorias, a Macaca também dificilmente vai concretizar o interesse no meia Marquinhos.

Enquanto a limitação financeira foi o problema na concorrência por André Luis, a situação de Marquinhos esbarra em uma questão técnica.

Mesmo sem aproveitar o jogador no Paulistão, o técnico Fábio Carille pretende utilizá-lo no Brasileirão. Então, a princípio, o meia não será liberado pelo Corinthians.

Aos 22 anos, Marquinhos foi campeão da Copa São Paulo em 2017 e já atuou por empréstimo em Bangu e Bragantino. Na atual temporada, ele jogou apenas 29 minutos. Foi no amistoso contra o Santos, pela pré-temporada, em 13 de janeiro.

Até aqui, a Ponte confirmou três reforços para a disputa da Série B: o meia Alex Maranhão e os atacantes Renato Kayzer e Facundo Batista. O clube está no mercado atrás de novas contratações, mas a falta de dinheiro tem atrapalhado as negociações.

O caso de André Luis é um exemplo. Sem espaço no Corinthians, o atacante via com bons olhos o retorno à Ponte, onde se destacou na última Série B, mas a diretoria alvinegra não conseguiu competir com outras propostas.

A oferta do RB Bragantino inclui o pagamento integral dos salários e também a opção de compra ao fim do empréstimo. A Ponte não tem condição de arcar com tais custos e necessitaria de uma composição, seja em parceria com o Corinthians ou com a ajuda de investidores.

Para equilibrar as contas, o clube aposta nas vendas do goleiro Ivan e do lateral-esquerdo Abner. Os dois são considerados os "potes de ouro" do Majestoso. Ivan interessa a Corinthians, Palmeiras e Flamengo, enquanto Abner é observado por Porto e Athletico.

A partir da chegada de Gustavo Bueno, a diretoria avalia em conjunto com a comissão técnica de Jorginho outras carências e necessidades do elenco. Inicialmente, Jorginho havia pedido mais um zagueiro e dois atacantes: um de beirada e outro de referência.

Fonte: Globo Esporte

Postar um comentário

0 Comentários