Após comemoração de título, Andrés Sanchez responde sobre políticos na comemoração dos jogadores



O Corinthians foi tricampeão paulista e, nessa segunda-feira, teve sua campanha coroada na cerimônia de premiação da Federação Paulista de Futebol, em festa no Credicard Hall, em São Paulo. Nem por isso Andrés Sanchez relaxou.

Ríspido, com respostas curtas, o mandatário disparou contra imprensa e torcida em rápida entrevista concedida enquanto deixava o local. Nem mesmo a FPF passou ilesa pela língua afiada do presidente corintiano.

Questionado sobre a presença de políticos na Arena Corinthians em meio a entrega de medalhas e troféu pela conquista do título estadual, Andrés Sanchez não titubeou.

“Você precisa perguntar primeiro para os políticos e, segundo, para o presidente da Federação. Eu, para pôr um diretor lá, não podia entrar naquele cercado que tinha ali. Você precisa perguntar para eles. Não tem nada a ver com o Corinthians”, garantiu.

Na ocasião, o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, Caue Macris (PSDB), literalmente ergueu a taça junto com Cássio. O senador Major Olímpio (PSL) não só ajudou na entrega das medalhas como também levou uma para casa. Aildo Rodrigues, Secretário de Esportes do Estado de São Paulo, foi mais um a aparecer no gramado.

A presença dos políticos incomodou muito aos jogadores, que nessa segunda-feira dispararam contra os ‘infiltrados’.

Quando o assunto voltou a ser o elenco do Corinthians, Andrés reiterou que o clube comprará Danilo Avelar, mas não deixou de disparar contra aqueles que criticaram o lateral esquerda, que nessa segunda foi eleito o melhor de sua posição no Paulistão.

“Mas vocês querem que eu contrate o Danilo Avelar? Jura por Deus? A imprensa, vocês metem pau nele que nem louco. Agora é a salvação do Corinthians. O que fizeram com ele ano passado, o que a própria torcida fez com ele é absurdo. Essa torcida de rede social é um absurdo. O cara é um ser humano, tem família, tudo. Jogar bem, jogar mal, acontece. O cara não pode jogar bem toda quarta e todo domingo, isso que vocês têm que entender. Agora ele é um grande jogador e vai ficar no Corinthians. O Corinthians vai contratar ele”.

Danilo Avelar tem contrato de empréstimo com o Timão até julho. O Torino pede 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 6,4 milhões). A primeira proposta corintiana, de 1 milhão de euros (R$ 4,3 milhões) foi recusada pelos italianos.

Sem se alongar, o dirigente reconheceu que o acerto com o volante Matheus Jesus “está bem adiantado”, que a chegada do atacante Everaldo só depende da liberação do Fluminense e que a renovação de Gustagol até 2022 (atual contrato é até fim de 2020) “só falta assinar”.

Com o término do Campeonato Paulista, a diretoria do Corinthians deve reavaliar seu elenco. Andrés Sanchez admitiu a chegada de mais reforços e explicou que possíveis saídas dependem da comissão técnica liderada por Fábio Carille.

“Infelizmente, no Brasil você monta time no meio do campeonato. Nós trouxemos 13 jogadores, talvez chegue mais um ou dois aí, e durante o campeonato vamos montar, esperamos que não percamos jogador no meio do ano, mas sempre tem o risco de perder e infelizmente o futebol brasileiro é assim”, disse, antes de completar.

“É a comissão técnica que tem que ver quem quer ficar e quem não quer ficar. Se tem que trazer reforço ou não… Eu acho que o time está bom, o elenco está forte. Agora, depende do treinador”.

Fonte: FoxSports.com.br

Postar um comentário

0 Comentários