Por contrato com a Crefisa, Presidente do Palmeiras é investigado pela Polícia


O ​Palmeiras foi envolvido em uma situação desconfortável nesta sexta-feira (8). A Polícia Civil de São Paulo está investigando supostas irregularidades na assinatura dos termos do vínculo do contrato de patrocínio assinado entre o clube e a Crefisa. Por isso, o presidente, Maurício Galiotte, e o presidente do Conselho Deliberativo, Seraphim Del Grande, estão sendo investigados pelo órgão.

O portal ​UOL Esportes apurou que os pedidos de averiguação foram feitos ao Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) por Paulo Jussio, conselheiro ligado ao grupo do ex-presidente Mustafá Contursi, pouco antes das eleições presidenciais de 2018 que reelegeram Galiotte. Por isso, aliás, membros da situação acreditam que a denúncia tenha mais um viés do político do que propriamente fatos criminais.

Galiotti e Del Grande são acusados pelo reconhecimento de uma dívida de R$ 120 milhões (superior a 10% do orçamento palmeirense) sem aprovação do COF (Conselho de Orientação e Fiscalização). Posteriormente, o mesmo COF reprovou o desempenho palmeirense de 2018 e, por isso, o tema foi discutido no Conselho Deliberativo, onde foi aprovado.

Por meio de nota oficial, os dois se posicionaram: "Como Presidente da Diretoria Executiva e Presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras, lamentamos profundamente que questões políticas tenham se sobreposto aos interesses da instituição, a ponto de se tentar colocar sob suspeição a imagem de gestão responsável pela qual nosso clube passou a ser reconhecido.
Os novos contratos com a Crefisa foram amplamente debatidos e aprovados pelo Conselho Deliberativo, órgão máximo do Palmeiras. Portanto, a atitude oportunista de alguns membros da oposição ao levarem a outras esferas um assunto interno do clube, nada mais é do que uma tentativa de conturbar um ambiente limpo, democrático e transparente.
Atuamos seguindo rigorosamente todas as regras estatutárias, por isso, estamos absolutamente seguros sobre todos procedimentos adotados nesse, e em todos outros casos que envolvem o nome de nosso clube. Dessa forma, quando necessário, prestaremos todos os esclarecimentos às autoridades sobre a lisura na condução dessa questão".

A Crefisa é a principal patrocinadora do Alviverde. Após o estabelecimento, ainda durante a gestão de Paulo Nobre, o Verdão iniciou um processo de reconstrução do seu elenco com a contratação de muitos jogadores visados no mercado da bola. Nomes como Dudu, Fernando Prass e Bruno Henrique chegaram neste processo ao clube paulista e se tornaram peças importantes dentro e fora das quatro linhas.

Postar um comentário

0 Comentários